domingo, 9 de julho de 2017

Empresa polonesa que produz cerveja sabor e aroma de ''vagina'' quer exportar para o Brasil


Sabor de mulher

É que nem o sanduíche de Buc*, só que na forma de bebida. A Original Pussy Beer foi criada pela artista tailandesa Toi Sennhauser, que defende a ideia de que, entre 7000 e 4000 a.c. , no reino da Suméria, na Mesopotâmia, a mulher inventou a cerveja. Sendo assim, ela produziu uma cerveja adicionando sua “levedura vaginal” na mistura, para homenagear as ancestrais da cerveja. Dizem as más línguas que a cerveja foi lançada em uma exposição e a aprovação foi geral! Imagina uma produção em larga escala disso!   



A cervejaria polonesa chamada Order of Yoni pretende lançar no mercado uma cerveja feita a partir das bactérias que produzem ácido lático encontradas naturalmente na vagina, que foi batizada de “Bottled Instinct”, ou Instinto Engarrafado (bem sugestivo). Descubra como abrir uma garrafa de cerveja usando apenas uma folha de papel. As bactérias foram criadas a partir das bactérias da vagina da modelo checa Alexandra Brendlova.Os primeiros seis lotes da cerveja contam com pelo menos 16.600 garrafas. O fabricante da cerveja garante que a cerveja não terá gosto nem cheiro de vagina, e que apenas será aromatizado com o “instinto” feminino da modelo.



Os fabricantes coletaram a bactéria da vagina usando um “pau gynaelogical”, que em seguida foi para um laboratório onde as bactérias do ácido láctico são isolados e limpos, e então multiplicados. As bactérias depois de multiplicadas são combinadas com água, malte, lúpulo e leveduras. Para arrecadar dinheiro para a produção da bebida, a marca lançou uma campanha de financiamento coletivo, mais conhecida como crowdfunding, com o objetivo de arrecadar um capital necessário para realizar o projeto. A campanha sugere que usando as bactérias vaginais da mulher pode ser uma forma de ter uma mulher em forma de cerveja. A meta estimada para arrecadar na campanha é 150 mil euros, que iria cobrir ingredientes para a produção, decoração das garrafas, pagamento da modelo e outros gastos envolvidos. Uma das estratégias da marca será utilizar bactérias das vaginas de mulheres desejadas, pois assim poderia ser uma isca para conquistar futuros clientes.


A marca também afirma que as modelos que oferecem as bactérias de suas vaginas para a produção da cerveja terá que assinar um contrato com alta penalidade caso a mulher trabalhe com indústria de filmes adultos, prostituição e coisas do tipo. A marca diz que se ela for 100% financiada, futuramente ela fará cerveja com bactérias das vaginas de mulheres ruivas, negras, brancas e de todos os tipos que existem. Essa não é uma maneira de obter benefícios através das bactérias vaginais, mas sim uma maneira de dizer aos homens e mulheres que eles estão “bebendo uma mulher”. Gostou da ideia? Então vai gostar mais ainda quando souber que quem contribuir com 39 euros receberá de brinde uma garrafa e uma cerveja da marca. E para melhorar, se você doar 10.000 euros, a marca da cerveja vai fazer uma cerveja especial para você com as bactérias da vagina da sua namorada. Quer doar uma grana para ajudar a fazer cerveja a partir das bactérias vaginais? Segue aqui o link.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers