sexta-feira, 2 de junho de 2017

PGR: Janot arrola diretor-geral da PF como testemunha, contra Aécio Neves e sua irmã


Rodrigo Janot arrolou Leandro Daiello, diretor-geral da Polícia Federal, como testemunha de acusação na denúncia contra Aécio e Andrea Neves. Daiello aparece em conversa interceptada pela PF na qual Aécio pressiona para ter acesso a inquéritos que envolvem seu nome.



O detonador de Janot


"Cercado por cooptados que eram gente da sua confiança, e com o mundo político que quer destruí-lo, só restou a Janot apertar o detonador", disse uma fonte a este site.
Que a explosão seja atômica.

Janot quer R$ 6 milhões de Aécio e Andrea Neves


Na denúncia apresentada contra Aécio Neves e Andrea, Rodrigo Janot requer a condenação dos irmãos à reparação de danos morais no valor de R$ 2 milhões - propina recebida da JBS.
Também pede a reparação por danos materiais, decorrentes da corrupção, "cujos prejuízos revelam-se difusos, no valor de R$ 4 milhões".
"Aécio Neves ludibriou os cidadãos brasileiros e, sobretudo, seus eleitores, que o escolheram para o Senado e lhe confiaram mais de 51 milhões de votos nas eleições presidenciais. Não há dúvida, portanto, que o delito perpetrado causou abalo moral à coletividade, interesse este que não pode ficar sem reparação", diz Janot.
Confira AQUI a íntegra da denúncia.

Denúncia contra Aécio vai dificultar desembarque do PSDB do governo Temer




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers