quinta-feira, 1 de junho de 2017

Estiagem preocupante! Barragem de Sobradinho, na Bahia, tem pior nível em 38 anos


A barragem de Sobradinho, no norte da Bahia, tem o pior nível desde que foi criada, há 38 anos. O reservatório, que é o maior e principal do nordeste, opera atualmente com 13% da capacidade e teve a vazão reduzida para 600 m³, a menor da história, nesta semana, por causa d apouca quntidade de água. A situação é provocada pela estiagem que atinge a região há cerca de 5 anos. O cenário preocupa trabalhadores que dependem da água da barragem para sobreviver. É o caso do agricultor George Ozênio dos Santos, que relata um prejuízo de R$ 30 mil, após perder metade da plantação de goiaba no ano passado, por falta de irrigação. Ele mora em Juazeiro, a cerca de 40 km da barragem, e usa as águas do lago do Sobradinho, para molhar a plantação localizada em Algodões, que fica a 5 km da barragem. "A goiaba ela não pode faltar água. Ela contraí uma doença chamada nematoide. Daí o fruto não cresce e ela mesmo você molhando, ela morre”, explicou. Além de George, os outros produtores agrícolas que plantam próximo à barragem se preocupam. Eles dizem que a situação vai piorar se não chover nos próximos meses, pois será necessário transferir a bomba que capta água para irrigar a plantação por mais cinco quilômetros de distância pra dentro da represa. De acordo com a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), responsável pela operação da barragem, a Bacia Hidrográfica do São Francisco está com nível baixo desde 2013. Apesar de ser uma das principais fontes de recursos hídricos da região nordeste, a barragem tem ainda a função de geração de energia elétrica. Segundo a Chesf, a baixa no volume da represa não vai comprometer o abastecimento de energia, porque o operador nacional do sistema “elétrico-nos” tem um modelo integrado de geração de energia que vem de outras hidrelétricas, e conta também com a geração da energia eólica e térmica.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers