quinta-feira, 29 de junho de 2017

Ciúmes e violência: Briga de casal termina com casa incendiada esposa morta e marido em estado grave

  esposa morta e marido em estado grave

A Polícia está investigando as causas de um incêndio em uma residência que provocou a morte de uma jovem e deixou o companheiro dela gravemente ferido em Mairinque (SP), na sexta-feira (23). Katia Camargo Silva, de 21 anos, teve 90% do corpo queimado e não resistiu aos ferimentos. André Honorato teve queimaduras em 60% do corpo e continua internado em estado grave no Hospital Regional de Sorocaba (SP), segundo o pai. As famílias das vítimas afirmam que ela e o companheiro, André Honorato, brigavam com frequência, quase sempre por ciúmes. A Polícia Civil abriu um inquérito na segunda-feira (26). Segundo a delegada Fernanda Ueda, responsável pelo caso, a perícia esteve na casa e identificou que havia forte odor de gasolina, mas não identificou o motivo e os responsáveis. Assista a reportagem:


O comerciante Adelicio Raimundo de Souza, pai de André, conta que o casal era vizinho dele no bairro Lago de São José. “Eu posso falar apenas o que sei e eles eram ciumentos demais, pareciam cão e gato. Se ela olhasse para o lado, ele já ficava bravo. Mas não era só com ele, ela também era assim”, diz.



Ainda segundo o comerciante, de 65 anos, o casal estava junto há cerca de um ano e meio, mas sempre se desentendiam. Os atritos são confirmados também por familiares da jovem, que falaram com o G1, mas preferiram manter a identidade preservada. “Eu a conheço, ensinei ela a limpar casa, fazer comida etc. Ela não ia se matar, era muito linda”, afirmou um parente. De acordo com o pai do rapaz que segue internado, o fogo no imóvel dos jovens começou por volta das 20h de sexta-feira. Os dois foram socorridos por familiares e vizinhos. Adelicio diz ainda que a nora tentou suicídio duas vezes em menos de um ano, informação não confirmada pelos familiares da jovem. Incêndio - As chamas começaram na sala, segundo um parente da jovem, onde estava o casal. Em seguida, o fogo chamou a atenção da mãe de André, que mora em uma casa ao lado. O irmão do rapaz teria socorrido Kátia até o pronto-socorro de Itu (SP). Enquanto isso, o comerciante se deparou com o filho com queimaduras, deitado na residência. “Quase capotei o carro perto de casa quando soube o que estava acontecendo. Quando eu cheguei, meu filho já tinha levado a Katia para o hospital. Tentei apagar o fogo e vi o André deitado e todo machucado. Meu filho [irmão do André] vai ter que fazer tratamento psicológico, porque nunca viu isso”, diz Adelicio. Os familiares não souberam explicar o que pode ter acontecido. “Deve ser investigado e descobrir o que realmente aconteceu”, finaliza Adelicio. // TV Tem . Itu TV.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers