sexta-feira, 14 de abril de 2017

Autor de denúncias que originaram Lava Jato vive escondido no exterior e teme represália

Foto: Reprodução / TV Globo

Hermes Magnus, empresário que fez as primeiras revelações à Justiça que levaram à Operação Lava Jato, atualmente vive escondido no exterior e com medo de sofrer alguma represália por ter sido o responsável pelo início das investigações contra alguns dos principais políticos do Brasil. Em entrevista ao programa Bom Dia Brasil, da TV Globo, ele relatou que já sofreu ameaças, como no episódio em que teve uma casa incendiada, em Santa Catarina. "Temo pela vingança, talvez nem diretamente dos políticos, mas desse baixo clero, de toda essa máfia que que tem, que está aí morrendo, que vai morrer de inanição por falta do dinheiro da corrupção", disse Magnus. O empresário afirma que passou a ter relações com Alberto Youssef em 2008. Segundo ele, o doleiro passou a investir um montante acima do normal na sua empresa. "Não houve uma folha de pagamento que tivesse sido paga via banco. Dinheiro vivo. E eu consultei pessoas que conheciam e que disseram: 'olha, você está lavando dinheiro para alguém, acho bom você tentar sair dessa’", lembra. Magnus enviou um e-mail com as suspeitas ao juiz federal Sérgio Moro, que encaminhou o caso às autoridades policiais. "Até que em 2014 acontece a Lava Jato. E eu vejo pela TV todas as figuras que eu conheço, algumas eu conheci na casa do Janene, eu conheço essas figuras todas andando algemadas em direção ao camburão, aí eu lembrei do juiz", declarou ao Bom Dia Brasil.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers