quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Judiciário: Juiz apontado como ganhador de supersalário afirma que irá entrar na Justiça contra Veja


  Justiça contra Veja
Foto: Divulgação / TRE-BA

Direito de resposta

O juiz federal baiano Carlos D'ávila Teixeira, apontado pela revista Veja como um recebedor de "supersalário" (veja aqui) afirmou nesta segunda-feira (19) que irá processar a revista por conta da matéria e que o conteúdo publicado são "ilações deturpadas que buscam atingir a honra e a dignidade" dele. A revista o posicionou como um ganhador de "supersalário", recebendo o total de R$ 198,8 mil, sendo R$ 154 mil de "vantagens eventuais". O juiz afirmou, em nota, que a remuneração mensal que recebe "está rigorosamente adequada ao teto constitucional e os seus valores são limpos, legítimos, não resultam de faina bandida ou da prática de ilícitos de quaisquer espécies ou tipos". D'ávila argumenta que o valor "é verba indenizatória" protocolado em julho deste ano corrente e que se refere à férias vencidas entre 2014 e 2015 "acumuladas por imperiosa necessidade de serviço". "Não constitui qualquer privilégio, as férias são um direito dos trabalhadores, tanto da iniciativa privada, como do segmento público", afirmou o juiz federal. Carlos D'ávila destacou que irá tomar medidas judiciais contra a revista "nas esferas cível e criminal" e que pedirá o direito de resposta. "Não arredarei um passo na busca da mais completa reparação pelos danos que estão sendo causados à minha pessoa, à minha família, aos meus colegas e amigos, muito embora o estrago já se torne visível, a nódoa subjetiva e as mágoas já se encontrem espalhadas em cada banca de revistas dos principais pontos de venda do país", finalizou.

ALEXANDRE GARCIA analisa aprovação do Senado para teto de supersalários

  


BOECHAT COMENTA: O AUXILIO MORADIA PARA JUÍZES E MP, QUE SERVEM PARA ENGORDAR SEUS SALÁRIOS.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha lista de blogs

Google+ Followers