domingo, 11 de dezembro de 2016

Ataques a Lava Jato: Moro é "criminoso" e "gatuno"

Eugênio Aragão- foto: Andre Dusek/Estadão

Eugênio de Aragão e professores de direito alinhados com o PT tentam impedir que juiz participe de seminário na Alemanha. A linguagem dos textos é vil


Eugênio Aragão, ministro de Dilma Rousseff, chamou Sergio Moro de "criminoso" e "gatuno". As calúnias estão num abaixo-assinado enviado a um professor da Universidade de Heidelberg, Markus Pohlmann, e o caso foi denunciado por Reinaldo Azevedo, da Veja, que reproduziu o texto dos defensores da ORCRIM: "Na condição de ex-ministro da Justiça da Presidenta Dilma Vana Rousseff, desejo acrescentar um aspecto importante, que aparentemente não foi devidamente compreendido. Aqui não estamos falando de política. Se nossa crítica se relacionasse a nossas eventuais convicções políticas, entenderia bem que a academia não devesse lhe dar maior atenção. Mas nós estamos falando de ética da ciência. O Sr. Moro é um criminoso, também sob a perspectiva alemã. Ele se tornou punível quando violou sigilo funcional, para não falar em prevaricação. Não consigo imaginar que o Sr. convidasse como conferencista um gatuno, para que expusesse a seu honrado público, friamente, sob a perspectiva científica, seu procedimento de gatunagem. É disso que se trata. Peço-lhe sua compreensão, mas, numa época em que no nosso país a norma jurídica não vale nada, precisamos que nações culturais como a Alemanha não contribuam para premiar e honrar um causador dessa zorra, ao invés de repudiá-lo. Com saudações amistosas, Dr. iur. Eugenio de Aragao, LL.M. Subprocurador-Geral da República, Professor de Direito Internacional Público na Universidade de Brasília e ex-ministro da Justiça".
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha lista de blogs

Google+ Followers