domingo, 20 de novembro de 2016

Justiça cara e lenta! Corregedoria do TJ-BA dá baixa em mais de 35 mil processos

 TJ-BA dá baixa em mais de 35 mil processos
Trabalho é coordenador pela desembargadora Cynthia Resende | Foto: TJ-BA

Quando acabará o privilégio e a lentidão do caro judiciário brasileiro?


A Corregedoria das Comarcas do Interior, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), através de saneamentos, analisou mais de 100 mil processos em oito meses, com baixa de mais de 35 mil feitos e 19 mil sentenças. O saneamento ocorreu nas comarcas de Mata de São João, Dias D'Ávila, Serra Preta, Queimadas, Luis Eduardo Magalhães, Serrinha, Ibotirama, Mutuípe, Santa Inês, Ipirá, Santo Amaro, Cachoeira, Maragojipe e Mundo Novo. Além de determinar a realização de saneamentos, a corregedora das Comarcas do Interior, desembargadora Cynthia Resende também promove visitas regimentais e o Projeto Parceiros pela Justiça. Itacaré, no Baixo Sul do estado, foi a 100ª comarca a receber a visita, em 27 de outubro passado, na atual gestão. O projeto Parceiros pela Justiça inclui conversas com magistrados, representantes do Ministério Público, advogados e representantes da sociedade civil, busca unir forças, com os poderes públicos e a iniciativa privada, para dotar o Poder Judiciário de melhores condições de trabalho.

BOECHAT COMENTA: O AUXILIO MORADIA PARA JUÍZES E MP, QUE SERVEM PARA ENGORDAR SEUS SALÁRIOS.

  

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers