sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Insegurança em toda parte! A violência presente na Bahia e no Brasil

O Conjunto Penal de Feira de Santana não receberá mais presos a partir desta sexta-feira (11). O fato decorre da superlotação e falta de segurança no local. Segundo o Acorda Cidade, a interdição para novos detentos obedece a uma determinação da Justiça que acatou pedido do Ministério Público Estadual (MP-BA), feito ainda em 2014. Um comunicado foi enviado na tarde desta quinta-feira (10) ao coordenador regional de polícia de Feira, delegado João Rodrigo Uzzum, e às demais autoridades policiais do município. 

Os baianos estão assustados com tanta violência


De acordo com informação da UOL a polícia do Rio de Janeiro mata mais do que a polícia dos Estados Unidos. Não parece plausível que esta informação esteja de acordo com a realidade, mas é fato que se forem somadas as polícias do Rio com a de São Paulo poderá ir muito além do que acontece em relação à polícia americana. O diferencial está em consequência da violência que ocorre por estas bandas que está presente em praticamente todos os estados federativos, notadamente aqui em Salvador onde de há muito a população, à exceção da região suburbana, procura evitar sair à noite temerosa dos assaltos constantes. Na verdade a violência ocorre de forma mais acentuada durante o dia, que passou a estar presente no centro da cidade, nos bairros e periferia. Do estado de Goiás chega a informação de que um grupo de policiais comandados por um tenente-coronel teria assassinado nada menos do que 100 pessoas, bandidos ou não. Assim, o que se verifica no país é que há uma guerra que atinge todas as camadas da população, deixando-as vulneráveis diante do crime. Voltando à situação de Salvador o problema e se espraia pelo interior como tem acontecido nos seguidos assaltos a ônibus (principalmente na capital) deixando a população completamente vulnerável. Vê-se, assim, que Salvador é um dos principais redutos da violência no país, mas está também em todas as regiões Brasil afora. por Samuel Celestino

Comentário: Complementando o comentário do brilhante jornalista Samuel Celestino, eu insiro nessa lista, além da capital Salvador, praticamente todas as cidades do interior baiano. Aqui na Região do Sisal por exemplo, a população está assustada com o enorme crescimento do tráfico de drogas, das chacinas e dos roubos. A execução de pessoas, quase sempre sem serem investigadas a fundo ou solucionadas, quase que virou rotina! Estamos vendo praticamente todos os dias, execuções em diversos municípios da Bahia, desde os grandes aos médios e pequenos do interior da Bahia. E se formos incluir Feira de Santana, Juazeiro, Camaçari, Vitória da Conquista, Barreiras e outros que tem uma economia mais forte que aqui na região do Sisal, a coisa é alarmante. O que acontece é que as notícias são dadas mais por pequenos blogues, não tendo visibilidade da grande mídia, como Globo, Record ou outros canais gigantes... A violência está desenfreada, mesmo a polícia suando a camisa e trabalhando duramente contra o crime, temos que admitir que a falta de estrutura é um outro grande obstáculo. Não basta o governador comprar viaturas novas e enviar pros municípios - ele tem que colocar bons comandantes, estrategistas, colocar também delegados e investigadores nas delegacias. Além disso, precisa de tecnologia de investigação e ainda, investir no sistema carcerário da Bahia!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers