quinta-feira, 27 de abril de 2017

Lava jato: Renato Duque entrega a Moro pedido para fazer delação premiada

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

O ex-diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque, entregou à 4ª Vara Federal do Paraná, a do juiz Sergio Moro, um pedido para fazer acordo de delação premiada. No documento, protocolado nesta quinta-feira (27), ele pede para ser interrogado novamente no processo em que é acusado de receber propina quando estava na estatal e manifestou vontade de colaborar com as investigações. “O ora acusado de forma espontâneo e sem quaisquer reservas mentais, pretende exercer o direito de colaborar com a Justiça nos termos do artigo 1º parágrafo 5º da Lei 9.613/98, para tanto requer que seja submetido a novo interrogatório”, diz trecho do documento, segundo a revista Veja. Duque era o diretor com mais proximidade ao PT na estatal e, inclusive, foi indicado ao cargo pelo partido. A delação dele é considerada pela sigla como uma das mais explosivas e deve coincidir com a do ex-ministro Antonio Palocci. Juntos, eles poderiam implicar de forma ainda mais direta o ex-presidente Lula nos escândalos na petroleira.

Operação Perfídia: Quadrilha teria lavado US$ 5 bi em nome de homem morto


A quadrilha investigada na Operação Perfídia, deflagrada nesta quarta-feira (26) pela Polícia Federal, teria lavado US$ 5 bilhões de dólares em nome de um homem morto. Em dezembro do ano passado, foi realizada uma ação de busca e apreensão no escritório da advogada Cláudia Chater, prima do doleiro Carlos Habib Chater, foi encontrado um contrato privado de transação de investimentos, redigido em inglês e datado de abril de 2016, referente a uma compra de moeda estrangeira. De acordo com a Veja, aparecem como partes do contrato a empresa Global Recreative Sistem - GRS C.A., com sede em Miranda, na Venezuela, representada por Maurício Araújo de Oliveira Souza, e a empresa compradora PASPX PLC, instituição financeira do tipo ebanking, com sede em Copenhagen, na Dinamarca, representada por Johan Basse Bergqvist. Foram repassados US$ 4,833 bilhões de dólares da GRS CA para a PASPX. O problema constatado pela Polícia Federal é que o representante legal da GRS CA, Maurício Souza, nascido em Campo Grande (MS), morreu em 2013. O contrato foi formalizado por um morto, o que indica fraude. Carlos Habib foi um dos pivôs da Operação Lava Jato e é investigado na Operação Perfídia por participar de movimentações financeiras da quadrilha. Cláudia Habib é suspeita de coordenar a falsificação de documentos, abrir empresas de fachada e movimentar recursos do grupo. Outras sete pessoas da família também são citadas no relatório da PF, por participarem do "Núcleo Duro" da organização criminosa. Segundo a Veja, também foi identificado um "Núcleo de Apoio", que cuidava da aquisição de imóveis de grande valor por meio de "pessoas interpostas" e da abertura de empresas supostamente para lavar dinheiro. O "Núcleo de Falsificadores" cuidava dos documentos falsos para dar apoio à quadrilha.

Barbaridade! Mulher mata marido que arrancou genitália do filho com mordida em Pernambuco


Crimes brutais


Uma mulher foi conduzida para a delegacia depois de matar o próprio marido a facadas, na manhã desta quinta-feira (27), no bairro de Nova Descoberta, na Zona Norte do Recife. A vendedora de cosmético de 36 anos cometeu o crime por que o companheiro, um garçom de 27 anos, estava atacando o filho do casal e mordendo a genitália do garoto, que tem apenas 2 anos de idade. A mulher, que está grávida de cinco meses do terceiro filho do relacionamento com o homem, foi levada para a Central de Plantões, no bairro de Campo Grande, também na Zona Norte do Recife. “Ele ficou dizendo que o diabo tava comendo a pitoca do meu filho. Era só o que ele queria fazer. Aí só veio isso na minha cabeça de pegar a faca. Ele estava segurando as pernas e os braços da criança e eu enfiei a faca várias vezes”, contou a mulher. Ainda de acordo com ela, o marido começou a ficar estranho na tarde da quarta-feira (26) e cometeu o crime durante a madrugada. O caso está na Central de Plantões da Capital e a delegada ainda analisa os depoimentos. O ato não teria conotação sexual, de acordo com a polícia. A filha da mulher, uma menina de 12 anos, presenciou o crime e também foi ouvida pela delegada Genezil Coelho, que iniciou as investigações. O caso não se trata de um flagrante, garantiu a delegada. A criança foi socorrida para o Hospital da Restauração, no bairro do Derby, área Central da Cidade. De acordo com as primeiras informações da unidade de saúde, o bebê teve o órgão genital mutilado e precisou passar por cirurgia. Os médicos tentaram fazer um procedimento vascular para manutenção do órgão sexual, mas não foi possível. A criança está na sala de recuperação e o estado de saúde é estável. (Com informações e fotos da TV Jornal)


Traindo os trabalhadores: Veja como cada deputado baiano votou o texto-base da reforma trabalhista

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Parlamentares baianos, votaram em benefício dos empresários


Apesar da pressão de entidades sindicais e da oposição, o governo conseguiu a aprovação do texto-base da reforma trabalhista na Câmara dos Deputados. A votação, que só acabou no fim da noite dessa quarta-feira (26), contou com 296 votos favoráveis contra 177. Declarados a favor da reforma, os representantes baianos do partido Democratas, Claudio Cajado, Elmar Nascimento, José Carlos Aleluia e Paulo Azi seguiram a determinação do partido no voto positivo. Da mesma forma votou o representante do PMDB, Lucio Vieira Lima; do PSDB, Jutahy Junior; do PP, Cacá Leão, Mário Negromonte Jr., Roberto Britto e Ronaldo Carletto; do PR, João Carlos Bacelar, José Carlos Araújo e José Rocha; do PSD, Paulo Magalhães; do PTB, Benito Gama; do PRB, Márcio Marinho e Pastor Luciano Braga; do PPS, Arthur Maia; e do PEN, Erivelton Santana. No caso dos parlamentares baianos Bacelar, do PTN, Uldurico Junior, do PV, Irmão Lázaro, do PSC, e Antônio Brito e José Nunes, do PSD, eles decidiram se opor à determinação partidária e deram voto contrário ao texto base. Com questão fechada contra a aprovação, os representantes do PT baiano na Casa, Afonso Florence, Caetano, Jorge Solla, Nelson Pellegrino, Robinson Almeida, Valmir Assunção e Waldenor Pereira, rejeitaram o texto base. O mesmo aconteceu com os representantes do PSB, representado por Bebeto; do PDT, de Félix Mendonça Júnior; e do PCdoB, de Alice Portugal e Davidson Magalhães.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha lista de blogs

Google+ Followers