domingo, 1 de janeiro de 2017

Gostosa e sensual! Miss Brasil Plus Size

  Miss Brasil Plus Size
Gostosa e sensual! Miss Brasil Plus Size

'Acho importante aprender a se amar', diz Denise Gimenez


Dona atual da coroa - a Miss Brasil Plus Size 2016 será escolhida em março de 2017 -, a modelo, de 36 anos, colocou o corpo para jogo e posou em ensaio de moda para o EGO, mostrando opções de lingerie em seis cores, cada uma com um significado. 'Só passo o ano novo de amarelo! Todo ano compro uma calcinha nova, já tenho uma gaveta cheia de lingerie amarela'.


Por: Victor Hugo Camara | Fotos: Anderson Barros | Tratamento de imagem: Jessica Monstans | Desenvolvimento: Simone Meirelles

Ana Paula Minerato mostra boa forma de biquíni: 'Feliz 2017'

  'Feliz 2017'
Ana Paula Minerato mostra boa forma de biquíni: 'Feliz 2017'

Musa da Gaviões da Fiel está curtindo o dia de sol no Guarujá


Ana Paula Minerato mostra toda a boa forma que ela vai desfilar no Anhembi pela Gaviões da Fiel em foto de biquíni. A musa da escola de samba paulistana está curtindo o dia de sol no Guarujá neste domingo, 1.




Abundância! Núbia Oliiver curte dia de praia e exibe boa forma aos 43 anos

 exibe boa forma aos 43 anos
Abundância! Núbia Oliiver curte dia de praia e exibe boa forma aos 43 anos

Modelo está curtindo dias de folga na praia de Camburi, no litoral paulista.


Núbia Óliiver curtiu o sol do primeiro dia do ano ao lado da família. A modelo está na Praia de Camburi, no litoral paulista, ao lado do namorado, enteada e filha. Núbia exibiu seu corpão turbinado e excelente forma física aos 43 anos. Núbia se cuida bastante para ter esse corpo. "Faço musculação, corrida e bike desde os meus 28. Meu corpo reflete os resultados dessa rotina saudável agora. Até ganhei peso quando parei de fumar há quatro anos, mas não entro na neurose. Sei respeitar o tempo e me respeitar também. Amor próprio anda lado a lado com saber até onde levar o nosso limite de forma saudável, e isso se chama maturidade. Na vida temos sempre uma conta para pagar. Sabe viver bem quem consegue pagar menos na hora de levantar da mesa", disse ela ao EGO.





Núbia Oliiver curte dias de folga na praia (Fotos: R2Assessoria)

Gostosa! Aline Mineiro posa de lingerie e mostra curvas

  lingerie e mostra curvas
Gostosa! Aline Mineiro posa de lingerie e mostra curvas

Modelo diz que só tem motivos para comemorar. 'Meu 2016 foi incrivel tanto na vida profissional quanto na pessoal. Cresci bastante.


Aline Mineiro posou para um ensaio de lingerie rosa, mas contou que na hota da virada usou branco. "Paz vem na frente de sucesso, de fama, de qualquer coisa. Se eu não estiver paz de espírito, paz no coração e em paz comigo mesma eu não consigo fazer nada. Então usei branco para atrair paz e sabedoria", disse ela. Aline só tem motivos para comemorar. "Meu 2016 foi incrivel tanto na vida profissional quanto na pessoal. Abri várias portas no trabalho e consegui evoluir muito. Eu era muito ansiosa, não deixava as coisas acontececerem. Fui me acalmando quando percebi que quando a gente trabalha bem, as portas se abrem automaticamente. Cresci bastante."






Tatuagens de Camila Silva (Fotos: Roberto Teixeira / Paparazzo)

Gostosa! Gabriela Pugliesi ostenta corpão em biquíni



'Dia de relaxar nesse paraíso! #relaxTime', escreveu ela em legenda de foto, publicada no Instagram 


Gabriela Pugliesi ostentou o corpão usando um Biquíni. 'Dia de relaxar nesse paraíso! #relaxTime', escreveu ela em legenda de foto, publicada no Instagram neste domingo, 1. A musa está em São Miguel do Gostoso, que parece ser um dos destinos preferidos das gatas para este verão. Caroline Bittencourt também está na cidade. Na última terça-feira, 27, vários famosos marcaram presença no Corona Sunsets. Entre eles, Jonas Sulzbach e Mari Gonzalez, Shantal Abreu e Mateus Verdelho, além de Rodrigo Lima e Marcela Fetter.





Paraíba: os dois municípios de Lucena e Pirpirituba, recebem 10 na transparência e outros três tiram 0

  recebem 10 na transparência e outros três tiram 0
Foto -paraiba.pb.gov.br/em-lucena/

Índice do portal do Governo do Estado caiu de 8,3 para 7,5.
Ranking foi divulgado nesta quarta-feira pelo MPF.


Os municípios paraibanos de Lucena e Pirpirituba atingiram a nota máxima, 10, no índice de transparência, conquistado por meio dos portais da transparência. Ao mesmo tempo, Cachoeira dos Índios, Imaculada e Pilõezinhos tiraram 0, sendo que elas tiveram notas 3,9, 1,4 e 5 na primeira avaliação, divulgada em dezembro de 2015. Os índices foram levantados pelo projeto Ranking Nacional da Transparência, patrocinado pela Câmara de Combate à Corrupção do Ministério Público Federal (MPF). A nova classificação foi divulgada nesta quarta-feira (8). O índice de transparência no portal do governo do Estado da Paraíba caiu de 8,3 para 7,5, ocupando a quarta pior posição do país. O G1 tentou entrar em contato com a Secretaria de Comunicação do Estado (Secom-PB), mas as ligações não foram atendidas. A Prefeitura de João Pessoa manteve-se com a nota 9 e a de Campina Grande subiu de 6,3 pra 7,8. Após a expedição de mais de 3 mil recomendações, em dezembro do ano passado, o Índice Nacional de Transparência - média de notas alcançadas por todos os municípios e estados brasileiros - subiu de 3,92, em 2015, para 5,15, em 2016, um aumento de 31%. Na época, foi dado de um prazo de 120 dias para a adequação dos municípios que não cumpriram as obrigações legais. Estados e municípios que ainda descumprem as leis de transparência serão acionados judicialmente. Na Paraíba, a nota média passou de 6,04 para 6,17 em seis meses. Até o final do dia, 1.987 ações civis serão propostas pelas unidades do MPF. A avaliação se baseou em questionário desenvolvido pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro (Enccla), que selecionou as principais exigências legais e itens considerados boas práticas. Foram avaliados portais de 5.567 municípios, 26 estados e do Distrito Federal. A análise mensura o grau de cumprimento de leis referentes à transparência no Brasil, numa escala que vai de zero a dez. Para o secretário executivo da Câmara de Combate à Corrupção, Ronaldo Pinheiro, os números demonstram com dados, e de forma objetiva, a eficiência da atuação nacional do MPF. “É uma atuação de grande impacto positivo e que vai fortalecer o controle social sobre a máquina administrativa", ressalta o procurador da República. A Prefeitura de Cachoeira dos Índios informou que teve problemas com o site quando implantou o modelo Cidades Digitais, cedido pelo Ministério das Comunicações. O assessor em prestação de contas, Marcos Alves de Lira, explicou que o domínio foi alterado porque a Prefeitura não teria mais despesas com hospedagem, nem com fornecimento so site. Porém, apesar do site estar hospedado em Brasília, ele não aparecia na busca do Google. “A gente está trabalhando para ser o mais transparente possível. Estava tudo inserido no site, mas o pessoal não estava conseguindo localizar e era como se a gente não tivesse site. Agora vamos migrar novamente para o domínio .pb.gov.br, porque a gente está se sentindo penalizado”, explicou. Segundo ele, até o fim do mês de junho o site deve ser completamente migrado e ficar disponível para o público. O secretário de Administração de Pilõezinhos, Francinaldo Alves, que poderia falar sobre o assunto, estava em uma reunião e não poderia atender o G1. O telefone da Prefeitura de Imaculada estava desligado.

Paraíba: Cinco prefeituras têm nota 0 em índice de transparência, diz TCE

Consulta da transparência das prefeituras paraibanas pode ser feita pelo site do TCE-PB (Foto: Reprodução/TCE-PB/portal.tce.gov.pb.br)

Prefeituras deixaram de possuir seus portais, aponta Tribunal de Contas. Lista das mais transparentes tem dez prefeitura com notas acima de 9.


Cinco prefeituras da Paraíba foram classificadas com nota zero de transparência nos gastos públicos pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). Conforme ranking divulgado pelo TCE-PB nesta terça-feira (27), baseado no Índice de Transparência Pública de 2016 (período entre julho e novembro) as prefeituras de Areia, Caaporã, Curral de Cima, Duas Estradas e Parari receberam essa nota. A prefeitura de Igaracy aparece com um índice de 0,3. saiba mais O G1 tentou entrar em contato com as prefeituras de Areia, Caaporã, Curral de Cima, Duas Estradas e Parari, mas as ligações não foram atendidas até as 14h45 (horário local). De acordo com o TCE-PB, as cinco prefeituras deixaram de possuir seus portais, apesar do fato de que os mantinham na primeira aferição do ano, referente ao período de janeiro a junho, feita pelo TCE. Ainda de acordo com a lista divulgada pelo TCE, completam a lista dos municípios piores rankeados Santo André (3,4), Brejo dos Santos (2,1), Mato Grosso (1,8) e Catingueira (1,2). A consulta do índice de transparência dos municípios pode ser feita no portal do TCE. Em contrapartida, os dez municípios considerados mais transparentes aparecem na lista com notas superiores a nove, em uma escala de 0 a 10. Formam a lista dos melhores listados João Pessoa (9,9), Pirpirituba (9,9), Nova Floresta (9,85), Picuí (9,85), Solânea (9,85), Pombal (9,40), Frei Martinho (9,35), Pedra Branca (9,35), Rio Tinto (9,30), Damião (9,20) e Baraúna (9,15). No levantamento de 2015, apenas duas Prefeituras não dispunham do Portal da Transparência, Riachão do Bacamarte e Várzea. O Índice da Transparência de 2016 também demonstra, neste segundo período, que 158 Câmaras de Vereadores exibem seus portais à consulta pública. Em 2015, eram 106. O site do Governo do Estado obteve, neste último levantamento, nota 8,3 para o conteúdo exibido, nota 10 para a série histórica e frequência de atualização e 10 para a usabilidade, com pontuação total de 9,2. Conforme análise do TCE-PB, no geral, houve boa evolução do conteúdo apresentado à sociedade pelos sites em questão.

Piaui: Uma pessoa morre e quatro ficam feridas em acidente na PI-112

Uma pessoa morreu e quatro ficaram gravemente feridas (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

Acidente foi às 5h30 deste domingo (1º) entre duas motos e um carro. Uma das motos ficou presa no carro e foi arrastada por cerca de 200 metros.


Uma pessoa morreu e outras quatro ficaram feridas em um acidente na PI-112, estrada que liga Teresina a cidade de União, região Norte do estado. Segundo o tenente Elivaldo Moraes, do 13º Batalhão da Polícia Militar, cinco pessoas em duas motos retornavam de uma festa de Réveillon por volta das 5h30 deste domingo (1º) quando foram colhidas por um carro. “Nós recebemos a informação de que uma mulher residente em Teresina morreu na hora, já outras quatro, entre elas duas irmãs gêmeas se feriram gravemente. O impacto foi tão forte que três vítimas chegaram a ser lançadas para fora da estrada”, contou. Ainda de acordo com o tenente, uma das motocicletas ficou presa em baixo do carro e foi arrastada por cerca de 200 metros. “Não sabemos de fato o que aconteceu. Ainda está tudo muito recente para fazer qualquer tipo de afirmação. Sabemos apenas que o carro colidiu com as duas motos onde estavam as vítimas. Pela cena que presenciamos é possível dizer que o motorista teria tentado fugir ou estava em alta velocidade, já que arrastou a moto em longa distância”, completou. Equipes dos bombeiros foram acionadas para fazer o atendimento das vítimas. As quatro feridas foram encaminhadas ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT), já o corpo da mulher que morreu no local foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). A polícia não soube informar a situação do motorista do carro envolvido no acidente.

Operação Lava Jato deve deflagrar ações em mais sete estados em 2017

  mais sete estados em 2017
Foto: Divulgação

Pavor dos poderosos

Quase três anos após o início da Operação Lava Jato, policiais federais e procuradores da República envolvidos nas investigações preveem desdobramentos em ao menos mais sete Estados em 2017. A conta leva em consideração as suspeitas sobre obras e desvios de dinheiro público que surgiram até agora. Após o desmembramento do processo imposto pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e o compartilhamento de informações com o Ministério Público de outros Estados, operações "filhotes" da Lava Jato já foram deflagradas em São Paulo, Rio, Goiás, Pernambuco, Rondônia e no Distrito Federal. A expectativa da força-tarefa é de que, com a delação de executivos e ex-executivos da Odebrecht, o número de operações dobre. Apenas nos documentos apreendidos na 35.ª fase da Lava Jato, a Omertà, os investigadores encontraram e-mails e pedidos de pagamento via Setor de Operações Estruturadas, batizado como "departamento de propinas", atrelados a 27 projetos espalhados em 11 Estados - RJ, SP, BA, RS, PE, RN, PR, CE, PI, ES e GO. São obras que vão desde a expansão do metrô em São Paulo e no Rio aos estádios da Copa em Pernambuco, Rio e Bahia. A colaboração da empreiteira baiana, alvo de ao menos quatro fases da operação em 2016, também vai dobrar o número de delatores. Segundo o Ministério Público Federal, até agora eram 71 pessoas signatárias de acordos. Com a Odebrecht, a investigação ganhará mais 77 delatores, que já se comprometeram a entregar pagamentos indevidos em cerca de 100 projetos espalhados pelo Brasil e outros 13 países. Além de inquéritos nos locais onde as obras foram realizadas, investigadores esperam uma espécie de "efeito colateral" da delação da Odebrecht em outras empreiteiras. Advogados já foram avisados de que ao menos a Camargo Corrêa e a Andrade Gutierrez terão seus acordos revistos para inclusão de novos fatos narrados pelos executivos da empreiteira baiana. Ao recall nos acordos somam-se ainda as novas potenciais delações. Só de empreiteiras, estão na fila da Procuradoria-Geral da República a Mendes Júnior, a Delta Engenharia, a EIT Engenharia, a Galvão Engenharia e a OAS. Com essa convergência de fatores, a expectativa dos investigadores da Lava Jato é de que em 2017 os números de operações batam novo recorde, a exemplo do que ocorreu em 2016, quando foram realizadas 17 ações e 20 denúncias foram oferecidas. Fora de Curitiba, foi no Rio onde as investigações mais avançaram neste ano. Após receber material oriundo da 16.ª fase da Lava Jato, o juiz Marcelo Bretas autorizou três outras operações - Irmandade, Pripyat e Calicute. Esta última foi a primeira ação conjunta entre a força-tarefa de Curitiba e outro núcleo de investigação. O resultado foi, além do avanço das apurações sobre desvios na Eletronuclear, a prisão do ex-governador Sérgio Cabral, de sua mulher, Adriana Ancelmo, e dos seus principais auxiliares da época que comandou o Palácio da Guanabara. Em São Paulo, a Lava Jato resultou na Operação Custo Brasil, que investiu contra um suposto esquema de pagamento de propina e fraudes em contratos no Ministério do Planejamento. No Distrito Federal, a Operação Janus investiga pessoas ligadas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e levou coercitivamente para depor Taiguara dos Santos, sobrinho da ex-mulher de Lula. por Fabio Serapião e Ricardo Brandt | Estadão Conteúdo

Piauí: Prefeito morre em acidente de carro horas antes de tomar posse

Santana do Piauí
O local do acidente foi isolado e uma perícia foi feita para identificar as principais causas do acidente. Segundo o sargento R. Alves, o velório está marcado para acontecer na Câmara Municipal da cidade às 15h, mesmo horário e local onde ocorreria a posse, que possivelmente será adiada. - Foto: Divulgação/ Polícia Militar

Vítima estava sozinha em seu carro que colidiu frontalmente com um ônibus. Chico Borges (PTB), de 42 anos, seria empossado às 15h deste domingo (1º).


Prestes a tomar posse como prefeito em Santana do Piauí, Chico Borges (PTB) morreu num acidente automobilístico na madrugada deste domingo (1º). O carro conduzido pelo petebista bateu de frente com um ônibus por volta das 5h da manhã na rodovia PI-375, poucas horas antes de tomar posse. De acordo com o G1, o prefeito participava das festividades de Réveillon na cidade de Santana do Piauí e retornava para Picos, onde morava, quando o veículo colidiu com o ônibus.

Exclusão de sócio deve ser efetivada após mínimo de 60 dias, diz decisão do STJ

  60 dias, diz decisão do STJ
Foto: Divulgação / STJ

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que a exclusão de um sócio só pode ser efetivada após, o prazo mínimo de 60 dias, da notificação à empresa. A definição foi ajuizada em votação unanime na 3ª turma do STJ. No recurso especial negado pelos ministros, uma ex-sócia buscava que a o prazo para apuração de haveres da sociedade contasse a partir do primeiro dia de notificação. No entanto, a saída não significou a dissolução total ou contestação da sociedade, com aplicação prevista no parágrafo único do art. 538 do CPC/73. Conforme o entendimento do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, previsto no art. 1.029 do CC/02, o sócio deve comunicar que vai se ausentar do vínculo comercial, com 60 dias de antecedência. O relator, ministro Marco Aurélio Bellizze, defendeu que o acórdão do TJ/MG recorrido está correto nesse aspecto, já que a efetiva retirada da sócia só foi formalizada após tal prazo. "Houve de forma inequívoca e incontroversa a notificação exigida no artigo 1.029 do CC/02, bem como o transcurso do prazo legal de 60 dias, de forma que, após essa data – e somente após essa data –, a recorrente deixou de compor o quadro societário da empresa."

Joaquim Barbosa volta a cogitar candidatura em 2018, diz coluna

Foto: Divulgação/ STF

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, estaria cada vez mais empolgado com uma eventual candidatura em 2018. Segundo a coluna Radar Online, da revista Veja, um diretor de pesquisa de opinião questionou se poderia incluir o nome de Barbosa em um levantamento e tinha expectativa de receber um não. Porém conseguiu autorização. De acordo com a coluna, houve ainda um episódio envolvendo uma equipe que trabalhou pelo Partido Democrata nas últimas eleições americanas e que veio ao Brasil para conhecer o ex-ministro do STF. Os representantes norte-americanos teriam garantido que Barbosa poderia ganhar a eleição. Ao ouvir o comentário, Barbosa teria ficado ainda empolgado com a participação no pleito de 2018.

Destruindo o Meio Ambiente: Ex-gerente do Ibama dava 'cobertura' ao maior desmatador da Amazônia

 ao maior desmatador da Amazônia
Foto: Ver o Fato

Jogo sujo contra a Mãe Natureza

O grupo acusado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e pelo Ministério Público Federal (MPF) por ações de desmatamento de extensões quilométricas na Amazônia agiu durante muito tempo com ampla facilidade pois, além de tecnologia de ponta, recebia informação privilegiada de um integrante do próprio Ibama, o ex-gerente da autarquia em Sinop (MT), Waldivino Gomes Silva. As informações foram divulgadas no site da Procuradoria da República em Mato Grosso, que denunciou Waldivino e outros envolvidos no esquema de desmatamento descoberto pela Operação Rios Voadores, missão integrada da Polícia Federal, da Procuradoria e do Ibama. Segundo a Procuradoria, o ex-gerente alertava o grupo de Antônio José Junqueira Vilela Filho, o 'AJ Vilela' ou 'Jotinha', sobre as operações de fiscalização ambiental que seriam realizadas pelo Ibama. Se os desmatadores tivessem bens apreendidos, Waldivino liberava esse patrimônio 'por meio de fraudes', denunciou o Ministério Público Federal. A denúncia por desmatamento e corrupção envolve Waldivino, 'AJ Vilela' - apontado como 'mandante e financiador do esquema'-, dois executores dos crimes, além da mulher do ex-gerente do Ibama, Obalúcia Alves de Sousa. Segundo a Procuradoria, Obalúcia 'recebia os recursos obtidos com o desmatamento e atuava para dificultar o rastreamento desse dinheiro'. Ao todo, o Ministério Público Federal ingressou com uma série de oito ações judiciais contra o grupo. Na região de Sinop, ainda segundo a Procuradoria, o grupo desmatou três quilômetros quadrados de floresta. Em Altamira (PA), a devastação provocada por 'AJ Vilela' e seus liderados chegou a 330 quilômetros quadrados de mata nativa. Comprovantes - A participação de Waldivino Silva e da mulher foi descoberta pela força-tarefa da Operação Rios Voadores durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão em uma empresa de máquinas em Sinop. No local foi apreendido comprovante de depósito bancário em nome de Obalúcia, que tem empresa cadastrada na Receita Federal cujo endereço de correio eletrônico está em nome do marido. Por meio de interceptações telefônicas a equipe de investigação comprovou que o grupo de 'AJ Vilela' recebia informação privilegiada sobre as fiscalizações, 'e atuava de acordo com esses alertas'. "Certamente, esse tipo de informação só poderia vir de alguém do próprio órgão ambiental que possuísse cargo de chefia", destaca a denúncia do Ministério Público Federal. O ex-gerente do Ibama também ajudava o grupo criminoso cometendo ilegalidades na condução de procedimentos administrativos do órgão ambiental, assinala a denúncia. Tratores, correntões e combustível apreendidos em ações de fiscalização, por exemplo, foram devolvidos ao grupo de 'AJ Vilela' com base em decisão de Waldivino não inserida no procedimento administrativo e não comunicada ao núcleo de instrução processual da autarquia, o que levou a Procuradoria a denunciá-lo formalmente também por sonegação de documento. Somadas às ações ajuizadas após a Operação Rios Voadores, de junho deste ano, o Ministério Público Federal encaminhou à Justiça Federal em Altamira cinco denúncias criminais, duas ações civis públicas ambientais - uma delas com bloqueio de bens já decretado no valor de R$ 420 milhões - e uma ação civil pública por improbidade administrativa. Segundo a Procuradoria e o Ibama, o grupo é responsável pelo desmate, entre 2012 e 2015, de 330 quilômetros quadrados de florestas em Altamira. A área é equivalente ao território de municípios como Fortaleza, Belo Horizonte ou Recife. O esquema movimentou pelo menos R$ 1,9 bilhão. Com um total de 24 acusados, as ações tratam de crimes de submissão de trabalhadores a condições semelhantes às de escravos, frustração de direitos trabalhistas, falsidade ideológica, invasão e desmate ilegal de terras públicas, provocação de incêndios, impedimento da regeneração de florestas, corrupção ativa e passiva, sonegação de documentos, formação de organização criminosa e lavagem de dinheiro, além de improbidade administrativa e responsabilização por danos ambientais. Os acusados estão sujeitos a penas de até 238 anos de prisão, multas, pagamento de R$ 503 milhões em prejuízos ambientais, recuperação da área ilegalmente desmatada, demolição de edificações construídas em áreas irregulares, e proibição, por até dez anos, de acessar linhas de financiamento ou benefícios fiscais oferecidos pelo poder público.

E na Bahia como fica o combate ao desmatamento? Ainda temos Ibama aqui?


Comentário: Eu não sei se é o mesmo caso daqui da Bahia, mas, confesso que acho muito estanha a forma como fazendeiros, estão destruindo o resto do bioma da caatinga, especialmente na Região do Sisal e Bacia do Itapicuru-Açu e o Ibama, não se mexe, parece que simplesmente não existe. Fazendeiros, transitando com caminhões apinhados de madeira, o resto que ainda tem da caatinga e não vemos nenhuma ação do Ibama. Depois, vão pra ONU, falar merda e dizer que estão combatendo o desmatamento aqui no Brasil! Balela...

Monstruosa covardia! Doze pessoas são mortas durante festa de réveillon em Campinas

  festa de réveillon em Campinas
Emoção na retirada dos corpos após o crime (Foto: José Braz/ EPTV)

Homem matou ex-mulher, filho e familiares; atirador se matou após crime. Três feridos permanecem internados em hospitais do município.


Doze pessoas foram assassinadas em uma chacina na virada do ano, entre a noite deste sábado (31) e a madrugada deste domingo (1º), durante uma confraternização de família, em Campinas (SP). O atirador se matou após o crime. Onze vítimas morreram no local e outra no Hospital de Clínicas da Unicamp. Três pessoas continuam internadas em hospitais do município. Entre os mortos estão a ex-mulher, o filho de 8 anos e familiares do atirador. Segundo informações do boletim de ocorrência, o técnico em laboratório Sidnei Ramis de Araujo, de 46 anos, pulou o muro da residência onde acontecia a festa de ano novo e entrou efetuando disparos.

Em depoimento, uma testemunha disse na delegacia que achou que eram fogos, mas percebeu a situação ao ver um tio caído no chão, por isso, correu e se trancou em um banheiro para chamar ajuda. Guarda do filho A testemunha ouviu o atirador dizer que ia matar a ex-mulher porque ela tirou a guarda do filho e que depois disso, a criança falou que ele tinha matado a mamãe e na sequência, foram mais dois disparos e um silêncio. Uma outra testemunha achou que era um assalto quando um dos feridos entrou em sua casa baleado na perna.

Família foi morta durante festa de ano novo (Foto: José Braz/ EPTV)


Áudio de desculpa

O caso foi registrado como homicídio qualificado, seguido de suicídio no 4º distrito policial de Campinas. Em poder do atirador, a polícia encontrou uma pistola calibre 9 mm com dois carregadores, com número raspado, munições, canivete e dez artefatos aparentemente explosivos. No carro do atirador foram encontrados um celular com a senha anotada na frente e um gravador de voz, que contém um áudio de Araujo onde ele se desculpa por algo que iria acontecer, sem mencionar explicitamente o ocorrido, além de frases de indignação contra a mãe da criança. O autor do crime estava em processo de separação da esposa, segundo a Polícia Militar. O crime ocorreu na Rua Pompílio Morandi, na Vila Prost de Souza, próximo ao Shopping Unimart.

Arma usada pelo atirador para matar família (Foto: José Braz/ EPTV)

Homem matou 12 pessoas em Campinas durante a festa de Réveillon em Campinas (Foto: Gustavo Biano / EPTV)


Feridos Um dos feridos foi levado para o Hospital de Clínicas da Unicamp e está em cirurgia. Já outra também passa por cirurgia no Celso Pierro. O terceiro ferido passou por cirurgia no Mário Gatti e está estável. *Com informações de Gustavo Biano/EPTV

Isamara e o filho João Victor foram assassinados pelo ex-marido dela, e pai do menino, em Campinas (Foto: Reprodução / Facebook)

Veja quem são as vítimas da chacina em festa de réveillon em Campinas Homem matou filho, ex-mulher e familiares dela na virada para o ano novo. 12 pessoas foram assassinadas; três estão hospitalizadas.


A chacina durante uma festa de réveillon, entre a noite deste sábado (31) e a madrugada de domingo (1º), terminou com 12 pessoas assassinadas após um homem invadir uma casa em Campinas, efetuar os disparos e se matar. O atirador foi identificado como Sidnei Ramis de Araujo, de 46 anos. Segundo a polícia, ele é ex-marido de uma das vítimas. Entre os mortos, está o filho do casal. As demais vítimas são familiares que comemoravam juntos a passagem de ano. Vizinhos da residência chegaram a achar que os disparos eram fogos de artifício. Onze pessoas morreram no local e quatro foram atingidas pelos disparos e socorridas. Uma delas morreu no hospital. Veja abaixo quem são as vítimas: - Isamara Filier Ex-mulher de Sidnei. Tinha 41 anos e estava em processo de separação, de acordo com informações da Polícia Militar e de processos judiciais na Vara da Família. Estava disputando com Sidnei a guarda do filho de 8 anos, João Victor Filier de Araujo, na Justiça. Ela morreu no local. - João Victor Filier de Araujo Filho de Isamara e Sidnei. Tinha 8 anos e estava na festa de confraternização com a mãe e familiares. Foi o último a ser atingido antes do pai se suicidar, e morreu no local. - Rafael Filier Rafael tinha 33 anos e era irmão de Isamara. Ele foi atingido na festa e morreu no local.

Alessandra, a ex-mulher do atirador e Liliane; todas morreram na chacina em Campinas (Foto: Reprodução / Facebook)

- Liliane Ferreira Donato Liliane tinha 44 anos, era casada e morreu no local. O marido dela está entre os feridos hospitalizados em Campinas. Foi na casa dela que a tragédia aconteceu. - Alessandra Ferreira de Freitas Alessandra era irmã de Liliane. Tinha 40 anos e morreu no local. - Antonia Dalva Ferreira de Freitas Antonia Dalva, de 62 anos, era mãe de Liliane e de Alessandra. Também foi atingida e morreu no local.

Abadia e Paulo eram casados e foram assassinados na chacina em Campinas. (Foto: Reprodução / Facebook)
- Abadia das Graças Ferreira


Abadia, de 56 anos, era irmã de Antonia Dalva. Foi atingida e morreu no local. - Paulo de Almeida Paulo tinha 61 anos e era marido de Abadia. Foi atingido no momento dos disparos e morreu no local.
Ana e Larissa são mãe e filha e também foram assassinadas na chacina de Campinas (Foto: Reprodução / Facebook)

- Ana Luzia Ferreira Ana era irmã de Antônia Dalva e Abadia. Tinha 52 anos e morreu no local. - Larissa Ferreira de Almeida Larissa tinha 24 anos. Era filha de Ana. Foi atingida pelos disparos e morreu no local. - Luzia Maia Ferreira Luzia, de 85 anos, era mãe de Antonia Dalva, Abadia e Ana, e avó de Liliane, Alessandra e Larissa. Chegou a ser socorrida para o Hospital de Clínicas da Unicamp, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Ela tem um filho, de 58 anos, que está entre os feridos hospitalizados em Campinas. - Carolina de Oliveira Batista Carolina tinha 26 anos era solteira e morreu no local. O pai dela está entre os três feridos que estão hospitalizados em Campinas. - Sidnei Ramis de Araujo Sidnei, de 46 anos, foi o autor do crime. Ele é ex-marido de Isamara e pai de João Victor. Trabalhava como técnico em laboratório na área de ciência e tecnologia.

Novos milionários! Mega da Virada: seis apostas dividem prêmio de R$ 220,9 milhões

  prêmio de R$ 220,9 milhões
Sorteio da Mega da Virada 2016 (Foto: Reprodução/TV Globo)

Veja as dezenas sorteadas: 05 - 11 - 22 - 24 - 51 - 53. Vencedores são dos estados da Bahia, Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul --e receberão R$ 36,8 milhões cada um.


Seis apostas acertaram os seis números do concurso 1.890 da Mega-Sena, a Mega da Virada, que ocorreu na noite deste sábado (31) em São Paulo. O prêmio total foi de R$ 220.984.549,30. Veja as dezenas sorteadas: 05 - 11 - 22 - 24 - 51 - 53. De acordo com a Caixa Econômica Federal, cada aposta vencedora leva R$ 36.824.758,22 cada uma. Os premiados são de Salvador (BA), Fortaleza (CE), Trizidela do Vale (MA), Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS) e Fazenda Vilanova (RS). Em Campo Grande, um bolão de dez cotas levou o prêmio --cada um receberá R$ 3,6 milhões. Na quina, 1.665 apostadores levarão R$ 25.481,21 cada um. Outros 124.889 apostadores acertaram a quadra e receberão R$ 485,30 cada um. A estimativa de prêmio para o concurso 1.891, a ser realizado em 4 de janeiro, é de R$ 2,5 milhões.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers