segunda-feira, 24 de julho de 2017

Trágico: Jovem é morta por tiro de espingarda em festa; namorado foi preso



Uma jovem de 20 anos, Luana Alverga, morreu no final da tarde de domingo (23) após ser atingida na cabeça por um tiro de espingarda durante uma festa na casa da família do namorado, no bairro do Roger, em João Pessoa. Segundo informações da Polícia Militar, o namorado da vítima, que também tem 20 anos, apontado como suspeito, se apresentou à Polícia Civil ainda no domingo e até a manhã desta segunda-feira (24) seguia preso na Central de Polícia. Os parentes do jovem autor do disparo explicaram que os dois estavam em um quarto do tio, nos fundos da casa, quando ouviram o tiro. Eles explicaram que não ouviram nenhum tipo de discussão ou briga, apenas um disparo. Logo em seguida, o rapaz saiu correndo do local onde Luana morreu, chorando e afirmando que aconteceu um acidente. A versão da família foi confirmada pelo jovem em depoimento à Polícia Civil. O perito Aldenir Lins, do Instituto de Polícia Científica (IPC), descartou que tenha havido crime sexual e luta corporal antes do disparo. Segundo ele, o cenário do crime apontou que os parentes do namorado ainda tentaram ajudar a jovem baleada. “Houve um deslocamento de sangue no ambiente, que é extremamente pequeno, até porque houve um tentativa de socorro”, explicou. A possibilidade de suicídio também foi descartada pelo perito, uma vez que a arma usada no caso foi uma espingarda e os braços dela não alcançariam o gatilho com o cano apontado para a cabeça. “Foi um tiro provocado por uma terceira pessoa”, concluiu o perito.




Pais da garota passam mal e são hospitalizados
Os pais de Luana Alverga foram até a casa onde a filha morreu e logo depois passaram mal. Ambos foram hospitalizados. Ainda no local do caso, o pai de Luana explicou que havia feito uma cirurgia recentemente e que por muito pouco não morreu. “Escapei, mas agora vou morrer por causa de uma filha que eu perdi”, desabafou. O tio do namorado de Luana, suposto dono da espingarda, não foi localizado. Em depoimento, o jovem afirmou que o tio havia alertado que os cartuchos da arma estavam estragados. Até a manhã desta segunda-feira (24) o jovem autor do disparo da espingarda seguia preso e deve passar por audiência de custódia. O tio do jovem não tinha sido localizado até o início da manhã desta segunda. O corpo de Luana Alverga foi encaminhado para a Gerência de Medicina e Odontologia Legal (Gemol) e até o início da manhã não havia sido liberado.

Namorado tem prisão preventiva decretada
O estudante suspeito de matar a namorada – a jovem Luanna Alverga, de 20 anos – com um tiro de espingarda na cabeça, teve a prisão preventiva decretada pelo juiz-auxiliar José Márcio Rocha Galdino, durante audiência de custódia, nesta segunda-feira (24). O fato aconteceu na tarde do último domingo (23), no bairro do Róger, em João Pessoa. O jovem se apresentou à Polícia Civil no mesmo dia do fato e, até então, se encontrava detido na Central de Flagrantes. Com a decisão do juiz, o suspeito vai ser transferido para o Presídio do Róger, até que o inquérito policial seja concluído, já que ele não tem curso superior.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha lista de blogs

Google+ Followers