segunda-feira, 26 de junho de 2017

Piloto de avião interceptado com cocaína disse ter decolado de fazenda dos Maggi

  ter decolado de fazenda dos Maggi
Foto: Divulgação / PMGO

Segundo o piloto, bimotor partiu da fazenda Itamarati Norte, arrendada por empresa de familiares do ministro da Agricultura. Assessoria do ministério informou que divulgará nota de esclarecimento.



O avião bimotor interceptado pela Força Aérea Brasileira neste domingo (25) com 500 quilos de cocaína decolou de uma fazenda no Mato Grosso que pertence à empresa Amaggi, administrada pela família do ministro da Agricultura, Blairo Maggi. A ação foi feita em conjunto com a Polícia Federal e órgãos de segurança pública. A aeronave saiu da fazenda Itamarati Norte, no município de Campo Novo do Parecis com destino a Santo Antonio Leverger, no mesmo estado. As informações sobre a origem e o destino foram passadas pelo piloto. Em nota, a Amaggi alegou que não tem qualquer ligação com a aeronave descrita pela FAB e não emitiu autorização para pouso ou decolagem dela em qualquer uma de suas pistas. “A região de Campo Novo do Parecis tem sido vulnerável à ação de grupos do tráfico internacional de drogas, dada a sua proximidade com a fronteira do Estado de Mato Grosso com a Bolívia”, diz o comunicado. No texto, a Ammagi relata ainda que já prestou apoio à Polícia Federal quando uma aeronave clandestina planejava pousar com cerca de 400 kg de entorpecentes. Segundo a FAB, a aeronave interceptada inicialmente seguiu as instruções da defesa aérea, mas em vez de pousar no aeródromo indicado, arremeteu. Apenas após o disparo de um tiro de aviso pela FAB o piloto do avião com cocaína voltou a obedecer aos comandos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers