domingo, 21 de maio de 2017

Em delação, dono da JBS diz que Temer pediu mensalinho de R$ 100 mil para ex-ministro da Agricultura


Em delação premiada, o dono da JBS, Joesley Batista, afirmou ter recebido um pedido de Michel Temer (PMDB) para pagamento de mensalinho no valor de R$ 100 mil a Wagner Rossi, então ministro da Agricultura. Segundo o empresário, foi Rossi quem o apresentou a Temer em 2010, quando ele ainda era presidente da Câmara dos Deputados. Ainda segundo o delator, em agosto e setembro de 2010, Temer fez outro pedido para pagamento de R$ 240 mil em propina à empresa Ilha Produções, com sede em Ribeirão Preto (SP) e que tem como donos filhos de Wagner Rossi. 


O ex-ministro também é pai do deputado federal Baleia Rossi, atual líder do PMDB na Câmara. Em nota, a assessoria de comunicação da Presidência informou que Michel Temer não solicitou pagamentos a quem quer que seja. Procurado, Wagner Rossi afirmou que o texto da delação não cita que ele tenha participado de reunião para tratar de qualquer ilícito. A Ilha Produções declarou ter prestado serviços ao Grupo JBS e que emitiu notas fiscais pelos trabalhos executados. O conteúdo da delação foi homologado na quinta-feira (18) pelo ministro Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). A homologação pelo STF dá validade jurídica ao acordo e permite, a partir de agora, que a Procuradoria-Geral da República (PGR) peça novas investigações com base nos relatos. Delação Joesley afirmou aos procuradores que conheceu Wagner Rossi em abril ou maio de 2010, quando ele assumiu o Ministério da Agricultura no segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo o delator, Rossi afirmou que era afilhado político de Temer e operava com ele no Porto de Santos. Nas semanas seguintes, Joesley foi levado ao escritório de Michel Temer, então presidente da Câmara e presidente nacional do PMDB, em São Paulo (SP). “JB e Temer trocaram, então, telefones celulares e passaram a manter relacionamento pautado por interesses comuns”, consta na delação. Joesley relatou que, a pedido de Temer, concordou com o pagamento de uma propina de R$ 240 mil à empresa Ilha Produções em agosto e setembro de 2010. O empresário disse ter se encontrado no mínimo 20 vezes com Temer, e que as reuniões aconteceram também no Palácio do Jaburu, já com o político ocupando o cargo de vice-presidente. De acordo com o empresário, enquanto Wagner Rossi era ministro da Agricultura, Joesley tentou com o auxílio de Temer fazer avançar a ideia de federalizar o sistema de inspeção animal do Brasil. Entretanto, Rossi pediu demissão da pasta em agosto de 2011, após denúncias de irregularidades. Segundo o empresário, após a demissão do ministro, Temer pediu que ele pagasse um mensalinho de R$ 100 mil a Rossi, e outro no valor de R$ 20 mil a Milton Hortolan, que ocupava o cargo de secretário-executivo da pasta. Citados negam envolvimento - Por meio da assessoria, o presidente Temer negou pedido de pagamentos a quem quer que seja. Em nota, Wagner Rossi confirmou que conheceu Joesley Batista no período em que atuou como ministro, e que o empresário demonstrou interesse em conhecer Michel Temer. Sobre as alegações de que teria recebido um mensalinho, Rossi destacou que o texto da delação não afirma que ele tenha participado de reunião para tratar de qualquer ilícito. O ex-ministro afirmou ainda que, após deixar o ministério, recebeu um convite de Joesley para que trabalhasse com ele, o que foi negado porque cumpria quarentena. Entretanto, terminado o prazo legal, Rossi declarou ter atuado por alguns meses em uma das empresas do Grupo JBS. Também em nota, a Ilha Produções informou que produziu, captou e entregou para o Grupo JBS um vasto banco de imagens produzidas. Ainda segundo a produtora, foi feita uma montagem, editada, com imagens e marca do grupo. A empresa declarou que emitiu nota fiscal, e recolheu à Receita Federal os impostos devidos. O ex-secretário Milton Hortolan não foi localizado. Fonte: G1
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha lista de blogs

Google+ Followers