sábado, 1 de abril de 2017

Contra maldades do Temer: Grupo faz protesto contra governo e reforma da previdência em Queimadas e Santaluz na Bahia

 reforma da previdência em Queimadas
Foto: Notícias de Santaluz

Contra as reformas do governo


Um grupo de manifestantes participou na manhã desta sexta-feira (31), em Queimadas, de um protesto contra a reformas da previdência e trabalhista, propostas pelo governo de Michel Temer (PMDB). Organizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Queimadas, Nordestina e Monte Santo (Sinspmuq), Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Queimadas (Straf) e o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia em Queimadas (APLB), a manifestação também contou com o apoio das centrais sindicais CUT e Fetrameb. Com apitos e cartazes, os manifestantes gritavam palavras de ordem contra o presidente Temer. Em um ato simbólico, o grupo parou em frente à prefeitura da cidade e cantou o hino nacional. Para o presidente do Straf, Domicio Araújo, esta é mais uma das ações de uma forte campanha que está acontecendo em todo o Brasil. “A reforma da Previdência apresentada é extremamente negativa e nociva aos trabalhadores rurais e irá prejudicar, principalmente, jovens e mulheres. Muitas pessoas poderão deixar o campo por não ter perspectiva da proteção da Previdência Social. O que está sendo apresentado na PEC 287 prejudica os direitos dos trabalhadores rurais ao invés de evitar possíveis fraudes”, reclama. Cerca de 100 pessoas participaram do protesto. Para a organização, ao menos 300 manifestantes participaram do ato. Notícias de Santaluz

O movimento previsto para iniciar às 8h, só começou por volta das 10h30 | Foto: Notícias de Santaluz


Cerca de 60 pessoas, entre integrantes de entidades sindicais e diversas categorias de trabalhadores públicos de Santaluz, participaram, na manhã desta sexta-feira (31), de um protesto tímido contra as reformas da previdência e trabalhista propostas pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB) e em tramitação no Congresso Nacional. O ato foi organizado pelo Sindicato dos Funcionários Públicos de Santaluz (Sindfunps), Associação dos Agentes de Combate as Endemias de Santaluz (AACESLUZ), Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde (Sindracs) e APLB Sindicato-Delegacia Sisal Norte. Um grupo de aproximadamente 20 professores e trabalhadores da educação começou a se concentrar por volta das 8h em frente à sede da APLB. Por volta das 9h40 eles caminharam até a Praça da Igreja Matriz, onde se encontraram com integrantes de outros sindicatos, saindo em passeata pelas ruas e avenidas do centro da cidade, por volta das 10h30. Com faixas, cartazes e carro de som, os manifestantes pediram a garantia dos direitos dos trabalhadores. Em menos de 15 dias, esta foi a segunda manifestação realizada por entidades sindicais de Santaluz contra a proposta de reforma da previdência. O primeiro ato também foi marcado pela baixa adesão dos trabalhadores e da sociedade. Notícias de Santaluz

Trabalhadores protestam contra as reformas trabalhista e da previdência propostas pelo governo Temer | Foto: Notícias de Santaluz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers