segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

As velhas práticas dos prefeitos novatos! Prefeitura de Santaluz convoca servidores para recadastramento



Novas administrações e nada de inovador


A Prefeitura de Santaluz realiza, entre os dias 06 e 17 de março, o  manjado recadastramento dos servidores municipais. O decreto que estabelece o processo foi publicado no Diário Oficial do Município no dia 09 de fevereiro (acesse aqui). A ação engloba os funcionários efetivos [nomeados após habilitação em concurso público realizado anteriormente ao concurso atual, que está dentro do prazo de validade; contratados por carteira assinada em data anterior à promulgação da Constituição Federal (05/10/1988)] e os contratados antes de 1º de janeiro de 2017 e que não tiverem tido seu contrato rescindido. Sabemos bem que isso está dentro da lei, mas, é a antiga forma de prefeitos novatos, que entra nas prefeituras sem nada novo pra mostrar, tendo sempre como foco principal, o funcionalismo municipal. É sempre a velha desculpa de "atualizar o cadastro". Todos os secretários conhecem todo servidor do município, sabem bem onde atuam, além de já terem em seus setores pessoais, toda documentação, além de ser fácil de coletar complementos, com a maior facilidade com os sindicatos das categorias. Enfim, é a velha balela dos prefeitos novatos, como em quase todas as gestões, em todos os municípios brasileiros, sendo que todos começam da mesma forma, como se tivessem um vigor enorme pra inovar as gestões, mas, sempre acabam todos da mesma forma - com gestões melancólicas, revoltantes, contas rejeitadas e pouca novidade apresentada.

E segue a convocação:

Ocupantes de cargos de provimento em comissão; servidores que tiverem sido contratados para atuar em programas sociais gerenciados pela Secretaria de Assistência Social e/ou pela Secretaria de Saúde e os recentemente nomeados para cargo efetivo não precisam fazer o recadastramento. O recadastramento será realizado no prédio onde funciona o Departamento de Recursos Humanos, localizado na Avenida Santa Luzia, s/n (fundo da Igreja Universal do Reino de Deus), no horário das 8h às 12h e das 14h às 17h. O servidor deverá comparecer atendendo à ordem alfabética de seu pronome, na data agendada a seguir: dia 06 de março de 2017: servidores cujo prenome seja iniciado com a letra A; dias 07 e 08: letras B, C, D ou E; dia 09: letras F, G, H ou I; dia 10: letras J, K ou L; dias 13, 14 e 15: letra M; dia 16: letras N, O, P, Q ou R; dia 17 de março: servidores cujo prenome seja iniciado com a letra letras S, T, U, V, W ou Z.

Eu só queria saber, o que toda gestão faz com tanto documento que os servidores entregam, nesses inúteis recadastramentos? E porque eu chamo de inúteis? Porque é sempre a mesma balela, mas, prefeitos continuam tendo contas rejeitas quase sempre pelo mesmo motivo que é justamente sobre excesso na folha de pessoal! Ou seja, nunca se resolve nada, apenas, querem achar brechas pra colocar apadrinhados... Me desculpem se eu estiver errado, mas, essa é a sensação que sempre acaba se comprovado, mandato após mandato.

Para realizar o recadastramento, é necessário que os servidores apresentem os originais e cópias da carteira de identidade; CPF; certidão de nascimento ou casamento; título de eleitor; carteira de reservista (se do sexo masculino); carteira nacional de habilitação (para os que ocupam o cargo de motorista); carteira de trabalho e previdência social; comprovante de residência; documento que ateste a escolaridade (certificado, diploma ou histórico escolar); cartão do PIS/PASEP; certidão de nascimento dos dependentes (filhos até 14 anos, ou filhos cursando universidade até 21 anos).

De acordo com o edital de convocação, o servidor que não efetivar o recadastramento ficará impedido de receber o salário a partir da folha de março de 2017, além de estar sujeito a outras penalidades como abertura de processo administrativo para apurar abandono de cargo e, consequentemente, ser demitido. Segundo a Prefeitura de Santaluz, a ação tem por objetivo manter atualizados os dados funcionais de todos os servidores públicos, além de operacionalizar o sistema de recursos humanos do município, evitando possíveis ocorrências de não-conformidade, a exemplo de acúmulo indevido de cargos e incompatibilidade de horários de trabalho. "Genial"!
Fonte: Notícias de Santaluz
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha lista de blogs

Google+ Followers