domingo, 29 de janeiro de 2017

Ponto Novo Bahia: produtores rurais se reúnem para criar a Associação de Irrigantes da Bacia Hidrográfica do Rio Itapicuru

 Bacia Hidrográfica do Rio Itapicuru
Foto: Reprodução/ Artur Paiva 

Convivência com a seca


Na manhã deste sábado, 28/01/2017, dezenas de produtores rurais dos municípios de Saúde, Pindobaçu, Ponto Novo, Filadélfia, Queimadas e Itiúba, reuniram-se em Assembleia e fundaram uma Associação de Irrigantes. No decorrer da Assembleia os pronunciamentos dos participantes foram unanimes em reconhecer que a fundação de uma entidade que representasse os irrigantes do Itapicuru e seus diversos afluentes, era uma necessidade antiga, mas que finalmente estava sendo concretizada. Dentre os Associados Fundadores, participaram pioneiros como José Edimário, João Luiz Maia e Louro Maia (respectivamente, ex e o atual prefeito de Filadélfia) que utilizam esta técnica há mais de quarenta anos aqui na região, bem como filhos e neto de um outro pioneiro, já falecido, Luiz Passos. O ato foi presidido por Josué (ex-vereador), secretariado por Ederly (ex-extensionista da extinta EBDA), com a colaboração de Varnei Junior. Ficou definido que o nome será Associação de Irrigantes da Bacia Hidrográfica do Rio Itapicuru, tendo como sigla ASSOBHITA e Direção eleita a seguinte: Presidente – Artur Paiva, Vice-Presidente – Louro Maia, Primeiro Secretário - Ederly Vieira, Segundo Secretário - Josué Ribeiro, Primeiro Tesoureiro - José Edmario, Segundo Tesoureiro - Carlos Alberto (Bebeto), Diretores Técnicos – Marlos Maia e Junior Maia - Diretor de Comunicação – Hélio Ferreira. Conselheiros Fiscais – João Luiz Maia, Oscarito Costa e Marivaldo Araujo. Suplentes do Conselho Fiscal – Elaercio Ferreira (Leo), Zacarias Ribeiro e Andreson Santos.


Nos pronunciamentos dos eleitos observamos o sentimento de que como órgão representativo, a associação além de congregar e orientar fará a interlocução entre os produtores e os órgãos dos governos municipal, estadual, federal e outras instituições. Foram ouvidas também críticas contundentes a gestão das Barragens a partir dos escritórios de Salvador, pessoas sem a devida convivência com o Rio Itapicuru-Açu, maior corpo d’agua da bacia, principalmente entre a Barragens de Pindobaçu e a da Leste em Queimadas, que além de prejudicar bastante as atividades, com interrupções e descargas, humilham os ribeirinhos com operações acompanhados por viaturas e Policiais Militares, já que esta presença desnecessária, deixa subentendido a deprimente possibilidade de detenção de qualquer um, por qualquer motivo e a participação nestas operações de prepostos da Embasa, que embora tenha controle acionário do governo do estado não deixa de ser um consumidor tanto quanto os irrigantes.


Veja a seguir extratos do Estatuto e fotos do evento. 


 “Artigo 2º A ASSOBHITA é uma entidade constituída por tempo indeterminado, sem fins econômicos, políticos ou religiosos, composta de número ilimitado de associados, pessoas físicas ou jurídicas, sem distinção de nacionalidade, religião ou raça, proprietários, filhos e agregados de proprietários, arrendatários, parceleiros, profissionais do segmento agropecuário, regida pelo presente estatuto, o qual segue às normas de direito civil e pela legislação pertinente. Art. 3º A ASSOBHITA tem por finalidade: a) Congregar agricultores e pecuaristas irrigantes e adeptos, bem como todos aqueles que possam colaborar na consecução de seu objetivo máximo, ou seja, o aumento da produção agrícola e pecuária utilizando as técnicas de irrigação; b) Defender ativa e passivamente, judicial e extrajudicialmente os interesses de seus associados, estimulando o reconhecimento da utilidade social e econômica de suas atividades; c) Representar seus associados junto aos órgãos públicos e outras entidades; d) Estimular o constante aprimoramento técnico e a maior eficiência de serviços relativos à agricultura e pecuária, promovendo pesquisas, palestras, conferências, cursos de aperfeiçoamento, organizando biblioteca e lançando publicações e demais atividades relacionadas; e) Promover o desenvolvimento do setor de maneira sustentável, resultando na conservação e defesa do meio ambiente com eficácia econômica e social. ” Fonte:ASSOBHITA - via Web Interativa
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers