sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

O velho "migué" dos novos prefeitos da Bahia: Prefeitura de Filadélfia convoca Servidores Públicos para recadastramento

  Servidores Públicos para recadastramento
O velho "migué" dos novos prefeitos: Prefeitura de Filadélfia convoca Servidores Públicos para recadastramento

Como se o setor pessoal e sindicatos já não tivessem todas as informações!


A Prefeitura Municipal de Filadélfia, através da Secretaria Municipal de Administração, convoca os servidores públicos, efetivos, para recadastramento, com o objetivo de obter informações cadastrais consistentes para permitir o adequado planejamento da despesa total com pessoal, segundo os limites estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal, com o intuito de adotar medidas que visem à proteção do erário, através do controle dos gastos.
A Administração Municipal, também pretende traçar políticas de valorização dos servidores e para isso deve contar com informações cadastrais atualizadas.
O secretário de Administração, João França Barbosa (foto), ratifica que os servidores públicos do Poder Executivo Municipal deverão se recadastrar, nas condições definidas no Decreto Nº. 014, publicado no Diário Oficial, na última segunda-feira (02). “Esse recadastramento é necessário, pois tem a finalidade de promover a atualização dos dados de todos os servidores do município junto ao Departamento de Recursos Humanos da Secretaria de Administração”, argumenta o secretário”.
De acordo com França, o período de recadastramento é de 09 a 14 de janeiro de 2017, de 08h às 12h e das 14h às 18h na Câmara Municipal de Filadélfia, localizada na Rua Ana Isabel Muniz.
Documentos necessários para o Recadastramento
*Documento de identidade;
*Título de eleitor;
*Cadastro nacional de pessoa física – CPF;
*Certificado de reservista ou dispensa de incorporação, se do sexo masculino;
*Comprovante de residência atualizado;
*Comprovante de conclusão de habilitação exigida para o cargo, devidamente reconhecida pelo sistema federal ou pelos sistemas estaduais de ensino, conforme o caso;
*Comprovante de registro em órgão de classe, quando se tratar de profissão regulamentada;
*Certidão de nascimento ou casamento, quando for o caso;
*Certidão de nascimento dos filhos, quando houver;
*Documento de identidade ou certidão de nascimento dos dependentes legais, se houver, e documento que comprove legalmente a condição de dependência;
*Termo de posse do servidor público;
*Comprovante de escolaridade dos dependentes até 14 anos, se for o caso.
Além dos documentos, os servidores deverão apresentar também: 01 (uma) foto 3x4 recente e os últimos 06 (seis) contracheques.

ASCOM

Comentário: Vai vendo! Como eu avisei ainda no ano passado, segue a estratégia batida do "engana-nós" por toda Bahia e provavelmente pelo Brasil. Prefeitos sem criatividade e sem nenhuma ideia nova, a primeira ideia batida que eles e seus secretários (pra mostrar serviço), sempre começam por recadastramento de funcionários - efetivos e concursados! A coisa mais idiota que toda administração faz! Sem respeitar os sindicatos e todas as vastas informações que já tem nos setores pessoais de todas as prefeituras. Todos eles sabem de tudo antes de ganhar, depois que ganha, vem com papo de auditoria e recadastramento. Hoje com tudo informatizado, não tem necessidade nenhuma desse tipo de pirotecnia. Pode salvar ai, pra daqui a quatro anos, comprovarem o que venho dizendo nesse blogue. Todo prefeito que começar por recadastramento de funcionários, são os que mais vão decepcionar em especial o funcionalismo. Essa estratégia já é batida há anos. Não reduzem nada a folha de pagamento. Todos fazem esse tipo de estratégia e quando vem a conta do tribunal TCM, quase todos os anos, são reprovados, justamente por excesso na folha. Pois eles não querem enxugar a máquina, querem apenas achar brechas de colocar apadrinhados... Coisa de Brasil!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers