sábado, 7 de janeiro de 2017

Lava Jato: Operador de Serra admite repasse da Odebrecht no exterior para campanha de 2010

 Odebrecht no exterior para campanha de 2010
Lava Jato: Operador de Serra admite repasse da Odebrecht no exterior para campanha de 2010

Tucanos na mira


O empresário e ex-deputado federal Ronaldo Cezar Coelho (PSDB) admitiu ter recebido repasses da Odebrecht no exterior para a campanha presidencial de 2010 do então candidato José Serra (PSDB). Os repasses seriam ressarcimento a Coelho por ter adiantado o pagamento de despesas da campanha do atual ministro de Relações Exteriores. À Folha, o advogado de Coelho, Antonio Cláudio Mariz de Oliveira, afirmou que tais valores foram incluídos na adesão do empresário ao recente programa de regularização de ativos no exterior. Ao aderir ao programa, os titulares de valores fora do país ficam isentos da aplicação de punições referentes a sonegação fiscal, apropriação indébita, crimes tributários, evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Em outubro Coelho foi apontado pela Odebrecht como um dos operadores de R$ 23 milhões repassados pela empreiteira, via caixa dois, à campanha tucana. O empresário foi responsável pelo acerto de uma parte desse valor fora do país, cujo repasse teria sido via conta na Suíça. Serra garante que suas campanhas sempre foram feitas de forma lícita e com as finanças sob responsabilidade do partido. A Odebrecht, por meio de sua assessoria de imprensa, disse que está implantando as melhores práticas de compliance, baseadas na ética, transparência e integridade. A empresa e 77 executivos assinaram acordo de colaboração com a força-tarefa da Operação Lava Jato. O conteúdo dos depoimentos depende de aprovação do ministro Teori Zavascki, relator da operação no Supremo Tribunal Federal (STF).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers