sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Bolsa Família: MPF encontra mais de 870 mil perfis suspeitos; Bahia tem mais de 140 mil. Será mesmo?

Bahia tem mais de 140 mil
Foto: Reprodução / AGM

A pergunta é: A culpa é mesmo dos beneficiários ou das prefeituras que fizeram o cadastro?

O Ministério Público Federal (MPF) expediu recomendações a 4.703 prefeituras para a realização de visitas domiciliares a mais 870 mil beneficiários do programa Bolsa Família identificados por suspeita de não cumprir os requisitos econômicos determinados pelo governo federal. As suspeitas de irregularidades foram verificadas durante o Raio-X Bolsa Família, realizado pelo MPF entre 2013 e maio de 2016. Os pagamentos aos perfis suspeitos somam mais de R$ 3,3 bilhões. O balanço foi divulgado nesta sexta-feira (11) e está disponível no site da Procuradoria. De acordo com Raio-X, a Bahia foi o estado que mais repassou recursos para perfis suspeitos: R$536.716.597,00, destinados a 141.481 beneficiários. O MPF-BA já enviou às recomendações às prefeituras afetadas. Apesar da Bahia liderar em recursos repassados, o estado com maior incidência de perfis suspeitos foi Roraima, com 8,89% de recursos do programa pagos a perfis suspeitos. O Pará apresentou o menor percentual: 1,62% estão sob suspeita.

Comentário: Que me desculpe os membros do MPF que dizem ter feito essa identificação, por desconhecer seus métodos de investigação dos benefícios, mas, uma pergunta me martela a cabeça: A culpa é mesmo das pessoas que se cadastraram ou das prefeituras que fizeram o cadastro? Bem, ai vem uma resposta que estamos vendo na mídia "governista" há dias, que diz que os cadastrados teriam "mentido" na hora de fazer o cadastro! Ora cara pálida, no interior dos distritos, por exemplo, quem se cadastrou, como quem fez o cadastro todo mundo é conhecido. Portanto, quando comerciantes, políticos, fazendeiros e funcionários entraram no programa, tenham certeza que foi por conivência e política! Além disso, sabemos bem que na gestão petista, todo mundo via que tinha direito, pois todo mundo se cadastrava. Agora vem com esse papo de fraude, sendo que praticamente todo mundo mentiu no cadastro. Quando se fala em dinheiro, todos conhecemos o Brasil e como funciona a gana dos brasileiros por darem um jeitinho de ganhar dinheiro fácil. Além disso, esse pente fino do governo e mesmo investigação do MPF, nos parece muito caolha, pois as mesmas pessoas que não precisam continum a recebe. O que acontece é que no Brasil, ocorre uma demonização de quem ganha um salário mínimo é funcionário de prefeitura, duvido eu (me corrija se eu estiver errado) se a maioria desses beneficiários citados não forem desse perfil que acabei de citar (funcionários de prefeituras). 

O que é muito hipócrita, pois se for aposentados, que ganhem o mesmo tanto, podem continuar recebendo!!? Pois é justamente o que acontece! Aposentados, empresários, fazendeiros, pessoas com carros zero na garagem e renda alta, continuam com seus cartões a receber, pois como eu disse, todo mundo mentiu no cadastro. Vimos muito bem, desde que surgiu o programa como funcionava nas prefeituras. Além disso, esse papo de que no Pará, foi detectado o menor índice de perfis suspeitos, que me desculpe os paraenses, mas, na minha modesta opinião, duvido que não seja falta de uma apuração mais profunda e eficiente. E porque eu afirmo isso? Por que como eu já citei, se tiverem que cortar, teriam que cortar 90% dos benefícios, pois todo mundo mentiu e ainda vemos pessoas que são iguais os perfis que foram bloqueados, a receber e rir com o cartão nas mãos, sem o tal pente fino ter pegado nada!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers